Page 44

Foto: Banco de Imagens Stock.xcng

biocombustíveis

dizem os técnicos do Projeto Etanol, “o atrativo de aumentar a produção do álcool combustível sem requerer um aumento da área plantada”. Ainda segundo o estudo da Unicamp, não menos importante é o fato de que a hidrólise vai permitir um aproveitamento mais racional da cana-de-açúcar, melhorando a eficiência energética do processo para gerar excedentes de bagaço, recuperando o resíduo da colheita (palha) e eliminando as queimadas.

Bioetanol O etanol de lignocelulose (bioetanol) é um combustível renovável produzido a partir de resíduos agroindustriais, como o bagaço de cana. O processo de fabricação de etanol a partir de resíduos vegetais divide-se em quatro etapas: • Pré-tratamento ácido do bagaço de cana – Nesta etapa, há o pré-tratamento do bagaço de cana, quando se adota o processo de hidrólise ácida bran42

TN Petróleo Estudante

da, onde no reator o resíduo é submetido à quebra da estrutura cristalina da fibra do bagaço de cana e a recuperação de açúcares mais fáceis de hidrolisar. • Deslignificação – É retirada a lignina, complexo que dá resistência à fibra e protege a celulose da ação de microorganismos, porém, apresenta grande inibição ao processo fermentativo.

Proinfa

Outro aspecto institucional relevante para o setor é o Programa Nacional de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (Proinfa). O programa tem por objetivo a diversificação da nossa matriz energética, a partir do aumento da participação das fontes renováveis de energia. É dado enfoque na co-geração a partir de resíduos de biomassa, nas Pequenas Centrais Hidrelétricas e na Energia Eólica.

• Fermentação – Na terceira fase, o líquido proveniente do pré-tratamento ácido, rico em açúcares, é fermentado pela levedura Pichia stipitis adaptada para ser utilizada nesta fermentação. O sólido proveniente da etapa de deslignificação rico em celulose, também é tratado: ele passa por um processo de sacarificação (transformação em açúcares) por meio de enzimas e é fermentado pela levedura Sacharomyces cerevisiae, o mesmo fungo utilizado na fabricação de pães. A Petrobras ainda estuda as enzimas mais eficazes para este processo de fabricação, testando enzimas disponíveis no mercado e pesquisando novos preparados enzimáticos. • Destilação – Na etapa final, ambos os líquidos provenientes das diferentes fermentações são destilados. O produto desta destilação é o etanol, que possui as mesmas características daquele fabricado a partir da cana em processo industrial.

TN Petroleo Guia do Estudante 2008  

Suplento da Revista Brasileira de Tecnologia e Negócios de Petróleo, Gás, Petroquímica, Química Fina e Biocombustíveis

TN Petroleo Guia do Estudante 2008  

Suplento da Revista Brasileira de Tecnologia e Negócios de Petróleo, Gás, Petroquímica, Química Fina e Biocombustíveis

Advertisement