Page 30

petróleo

Foto: Banco de Imagens Quip

FPDSO (floating, production, drilling, storage and offloading) – plataforma flutuante de produção de petróleo e gás, perfuração, armazenagem e transbordo da produção. Esta descrição aplica-se também ao FPSO, exceto quanto à perfuração (drilling). FPS (floating production system) – sistema de produção flutuante, cuja denominação pode se aplicar a uma plataforma semi-submersível.

Esta estrutura pode ser metálica, chamada ‘jaqueta metálica’, ou de concreto. A profundidade no local de posicionamento da plataforma não supera os 100 a 120 m. O Brasil possui diversas plataformas fixas, com jaqueta metálica, como em Enchova e Garoupa. Fixa alto-elevatória (jack-up rig) – plataforma com estrutura de sustentação que se apóia sobre o fundo marinho, mas que possui altura variável. Tem limite de profundidade ditado pelo comprimento das pernas de sustentação. A plataforma flutua até seu local de posicionamento, quando as pernas de sustentação descem até o fundo do mar, posicionando a estrutura. Este tipo de plataforma pode executar operação de produção e perfuração, ou ambos. FPSO (floating, production, storage and offloading) – plataforma flutuante em um casco modificado de um navio, em geral um petroleiro. Representa uma unidade de produção de petróleo flutuante, com unidade de armazenamento, unidade de processamento e sistema de transbordo (transfe28

TN Petróleo Estudante

Foto: Stéferson Faria, Petrobras

FPSO P-53

Semi-submersível – plataforma na qual a superestrutura está apoiada sobre conjunto de flutuadores que ficam pouco abaixo do nível do mar. Podemos exemplificar com as plataformas P-20, P-25, P-26, P-51 e P-52. Pode realizar operações de produção de hidrocarbonetos, processamento e offloading (transferência do óleo), mas não de armazenagem. Não possui limites de profundidade até o fundo do mar, pois flutua na superfície.

rência) do petróleo produzido. Também podem ser construídos navios especificamente para este objetivo. Nas bacias sedimentares brasileiras há muitos exemplos de FPSOs operando, tais como as P-34, P-43, P-48, P-50 e P-53.

Sonda de perfuração (semisubmersible drilling, drillship) – plataforma ou navio usado para realizar perfurações no solo marinho (offshore), objetivando verificar a existência de hidrocarbonetos, delimitar campo, etc. Possui uma torre de perfuração, na qual os componentes são montados para a realização da operação.

FSO (floating, storage and offloading) – plataforma flutuante cuja única diferença quando comparada à FPSO é não produzir hidrocarbonetos, somente os armazena e promove seu transbordo (transferência para navios aliviadores ou dutos).

Spar – plataforma flutuante apoiada sobre um ou mais cilindros metálicos. Uma estrutura metálica poderá complementar este cilindro. Possui sistemas de produção, processamento e transbordo. Poderá possuir risers rígidos.

A semi-submersível P-52

TN Petroleo Guia do Estudante 2008  

Suplento da Revista Brasileira de Tecnologia e Negócios de Petróleo, Gás, Petroquímica, Química Fina e Biocombustíveis

TN Petroleo Guia do Estudante 2008  

Suplento da Revista Brasileira de Tecnologia e Negócios de Petróleo, Gás, Petroquímica, Química Fina e Biocombustíveis

Advertisement