Page 26

petróleo

Brasil, devido ao baixo potencial de nossas bacias em terra na comparação com as jazidas descobertas em águas profundas.

Condições para formação

Distribuição dos blocos de exploração de petróleo, de acordo com a Nona Rodada de Licitações, ANP.

O intemperismo faz com que as rochas magmáticas, metamórficas ou sedimentares estejam constantemente sendo alteradas. O material resultante é transportado pela água, pelo vento ou pelo gelo e, por fim, depositado como um sedimento. Deve haver, então, uma compactação ou cimentação do material para ele se transformar em rocha sedimentar. O Brasil possui 6.430.000 km² de bacias sedimentares, dos quais 4.880.000 km² em terra e 1.550.000 km² em plataforma continental. No entanto, para a formação de petróleo é necessário que as bacias tenham sido formadas em condições muito específicas. Em geral, são áreas em que sucessões espessas de sedimentos marinhos foram soterrados a grandes profundidades. 24

TN Petróleo Estudante

Grande parte dos hidrocarbonetos explorados no mundo inteiro provém de rochas sedimentares. Se se falar em idade, praticamente 60% provêm de sedimentos cenozóicos, pouco mais de 25% de depósitos mesozóicos e cerca de 15% de sedimentos paleozóicos. No Brasil, a maior parte da produção está ligada a sedimentos mesozóicos. Existem dois tipos de bacias petrolíferas: onshore e offshore. Onshore – quando a bacia é terrestre. São originadas de antigas bacias sedimentares marinhas. Offshore – quando a bacia está na plataforma continental ou ao longo da margem continental. Quase todas as bacias petrolíferas brasileiras encontrase offshore. A exploração de petróleo onshore é reduzida no

Inicialmente deve haver a matéria orgânica adequada à geração do petróleo. Este material orgânico deve ser preservado da ação de bactérias aeróbias. O material orgânico depositado não deve ser movimentado por longos períodos. A matéria orgânica em decomposição por bactérias anaeróbias deve sofrer a ação de temperatura e pressão por períodos longos. O início do processo de formação do petróleo está relacionado com o início da decomposição dos primeiros vegetais que surgiram na Terra. Grande parte dos compostos identificados no petróleo é de origem orgânica, mas até que a matéria chegue ao estado de extração são necessárias condições especiais – e o ambiente marinho reúne tais condições. No ambiente marinho está a plataforma continental, a região que mais produz matéria orgânica. Os mares rasos também podem receber grande aporte de matéria orgânica. Embora semelhante ao carvão quanto à composição (hidrocarboneto), o petróleo possui certas características especiais: por ser fluido pode migrar para além de sua fonte geradora e acumular-se em estruturas sedimentares. O petróleo em geral ocorre em rochas sedimentares depositadas sob condições marinhas. Os egípcios utilizavam o petróleo como um dos elementos para o embalsamamento de seus mortos, além de empregarem o betume na união dos gigantescos blocos de rochas

TN Petroleo Guia do Estudante 2008  

Suplento da Revista Brasileira de Tecnologia e Negócios de Petróleo, Gás, Petroquímica, Química Fina e Biocombustíveis

TN Petroleo Guia do Estudante 2008  

Suplento da Revista Brasileira de Tecnologia e Negócios de Petróleo, Gás, Petroquímica, Química Fina e Biocombustíveis

Advertisement