Page 78

Tiago Mourão escreve sobre o trabalho de Ana Tecedeiro A memória é um dos elementos fulcrais no trabalho de Ana Tecedeiro, construído por inúmeros registos, que envolvem e evocam o quotidiano. Esta recolha ou apropriação, relembra o olhar pueril de uma criança, atento, curioso e desprovido de resistência. Embora este olhar possa parecer ingénuo, concentra em si uma significação profunda, remete-nos para lugares e experiências passadas, não obstante, tem o poder de as reformular. O seu trabalho possui uma grande versatilidade, não só em termos técnicos, assumindo diferentes abordagens, como uma extraordinária coerência formal e conceptual.

78

art

A apropriação está bem patente, tanto nos seus trabalhos bidimensionais, nos quais a introdução de certos elementos provocam uma reconstrução pensada que subverte os elementos puramente visuais e pré-adquiridos, como na construção tridimensional, em que Ana Tecedeiro concentra, circunscreve e deposita objectos, entre cubículos ou caixas de madeira, e estes assumem uma vivência própria, concentrando em si reminiscências de um passado onde o espectador se revê e revisita, mas ao mesmo tempo reconstrói os diferentes espaços e os concentra num só.

Mutante 16  

Zaha Hadid • Adriana Barreto • Bloco 103 • Tiago Mourão • Ana Tecedeiro • Opera House (Austrália) • Made in Portugal • Conserva • Palácio da...

Mutante 16  

Zaha Hadid • Adriana Barreto • Bloco 103 • Tiago Mourão • Ana Tecedeiro • Opera House (Austrália) • Made in Portugal • Conserva • Palácio da...

Advertisement