Page 25

É ao mais movimentado aeroporto de África que chegamos num dia cinzento de Janeiro. Joanesburgo, serve de ponto de chegada e de partida para a aventura. Carinhosamente tratada por Joburg ou Jozi pelos habitantes, a cidade é atravessada por inúmeras vias rápidas que encurtam a distância entre vários núcleos urbanos. À medida que progredimos nas estradas, passamos ora por versões modernas das famosas townships (bairros reservados à população negra durante a época do apartheid), ora por vistosos condomínios em zonas profusamente arborizadas. Umas e outros vedados por muros altos! O centro da cidade revela-se semelhante ao clima: cinzento, opressivo.

A triste fama da violência faz-se aqui sentir. Mesmo assim, o bulício que se vive contrasta com o vazio das avenidas despidas de gente nos bairros residenciais da periferia, onde impressionantes vivendas e condomínios estão rodeados por muros electrificados e onde todos se deslocam apenas de carro. Dois dias depois iniciamos a descida rumo a Durban. A palavra “descida” faz todo o sentido: Joanesburgo situa-se a quase 1700 metros de altitude. Até Durban, na costa, são 600 quilómetros, em que a paisagem vai das extensas plantações de milho e soja, que alternam com terrenos de pasto, ao limite do horizonte marcado pelas dramáticas montanhas Drakensberg.

O desafio não podia ser mais aliciante: percorrer mais de três mil quilómetros, de Joanesburgo à Cidade do Cabo, sem guias nem programas pré-estabelecidos, descobrindo um país singular. 1 viagem de carro de joanesburgo à cidade do cabo

25

Mutante 16  

Zaha Hadid • Adriana Barreto • Bloco 103 • Tiago Mourão • Ana Tecedeiro • Opera House (Austrália) • Made in Portugal • Conserva • Palácio da...

Mutante 16  

Zaha Hadid • Adriana Barreto • Bloco 103 • Tiago Mourão • Ana Tecedeiro • Opera House (Austrália) • Made in Portugal • Conserva • Palácio da...

Advertisement