Page 89

“Até a censura tinha direito a lápis azul!”. A falência do meu argumento — descartado com um democrático “Chiuuuu!” — mostrava-me um só caminho digno: deixar a tinta escorrer, liquefazer-me nesse borrão, estirador abaixo, e aguardar pacientemente pelo pano enérgico, porém invariavelmente imundo, da sô contínua. À minha volta, indiferente a estes e a outros dilemas de técnica e representação, empunhando com alvoroço os pincéis, uma horda de alunos precipitava-se para os frasquinhos de tinta, anunciando uma tarde em tonalidades de

horror e de pesadelo. Alguns, na expetativa de produzirem uma obra-prima (ou por temerem servir de modelos sacrificiais para os colegas), preferiram resguardar-se, levantando o estirador na vertical. Outros, à força de tanto olharem para aquela divindade doméstica que presidia, a partir da lareira, às casas portuguesas, lembraram-se de desenhar o menino da lágrima, dando-lhe razões de sobra para continuar a chorar, eternidade fora. Houve ainda quem se lançasse na aventura bem mais arrojada de fazer o retrato do próprio diretor da escola, o que a princípio, mas só a

89

Mutante 15  

Anka Zhuravleva • Delightfull • Bordallo Pinheiro • Herdade da Cortesia • Fernanda Lamelas • Six Senses • New York • Palácio de Seteais • Mo...

Mutante 15  

Anka Zhuravleva • Delightfull • Bordallo Pinheiro • Herdade da Cortesia • Fernanda Lamelas • Six Senses • New York • Palácio de Seteais • Mo...

Advertisement