Page 68

Colocar um álbum a tocar é entrar numa viagem ao estilo Neverending Story. São o nosso imenso dragão Falkor e nós... Nós somos, com certeza, mais pequenos que o Bastian era. A cada elegia voamos sobre os mares fortes do norte, sobrevoamos uma bela geografia inóspita - que é a sua inevitável identidade musical, sentimos no corpo os ventos da costa islandesa e vencemos possíveis forças do Nothing. São tão reais, com uma musicalidade ímpar, que chegam a galantear o mundo das histórias de encantar. São definitivamente especiais e sinceros. São no nome Sigur Rós o reflexo dos seus sentimentos. São o deserto negro de lava, são o vale verde de vegetação rasteira, são o azul indigo do mar, são a arquitetura colorida de Reykjavik, são as cores

de contraste numa linguagem musical transcendente e livre. Se a eles não lhes apraz explicar a sua essência, a sua música, os seus porquês... Eu, a ouvir Valtari, sinto que também as palavras me faltam porque só me apetece ouvir, não tenho mais ação além do escutar, do ouvir. Eles são músicos que têm no seu som o seu esperanto, nas letras e nas notas cantadas e tocadas a sua linguagem natural. Há algo de élfico que neles brilha com acordes imponentes e que, em breves momentos, provoca um silêncio arrebator, estranhamente sedutor. São a melancolia em êxtase, são sons que marcham ritmados numa paisagem deslumbrante, são sonoridades que... what shall I say more? Eles são Sigur Rós, apenas e só. d

R www.sigur-ros.co.uk

68

new

Mutante 15  

Anka Zhuravleva • Delightfull • Bordallo Pinheiro • Herdade da Cortesia • Fernanda Lamelas • Six Senses • New York • Palácio de Seteais • Mo...

Mutante 15  

Anka Zhuravleva • Delightfull • Bordallo Pinheiro • Herdade da Cortesia • Fernanda Lamelas • Six Senses • New York • Palácio de Seteais • Mo...

Advertisement