Page 40

1, 2, 3, 4... Faça-se luz no chão, na mesa, na parede e no teto em suspensão. Com o COSMO(s) iluminado alunamos, com NEIL, para um momento full of delight... Já alunados, somos conduzidos pela luminosidade de um Cosmos que nos transporta a um admirável mundo novo: Delightfull, certamente… Primeiro, desmontamos o nome. Temos de ver na origem. É delight+full cheia de encanto, à la lettre. Pode ser delightfull-y, porque o y não faz falta. Há a hipótese de+light+full, muito tentadora. E, por fim, give me de+light bright and full e dizei-me, de tua justiça, se de facto pode o nome ser assim, um scrabble vintage… Nome versátil, este! Tal como cada peça que o caracteriza. Poderá certamente sê-lo, light de luz, delight ainda de deleite pelo

candeeiro de suspensão neil

40

trendy

que fazemos e, full! – Pleno de luz, este nosso mundo onde figuram cenários retro. À medida que carrego nos interruptores, à medida que as luzes se vão ligando, tomo consciência, às claras, daquilo que me parecia ainda na penumbra: estás de namoro assumido com o estilo deco-retro-vintage. O intervalo entre os anos 1930’ e 1970’ é o teu encanto, a tua sedução, a tua forma contemporânea para a luz perfeita. Sorrio. Como não poderia ser? Eu sou blues, eu sou jazz, música em polvorosa, música essa que se apossa das minhas mãos ainda vacilantes e que as controlam. Já não sou eu que desenho, não mais. É esse intervalo temporal que se apodera da minha mente e a leva até caminhos nunca antes percorridos pelo design de um outrora que se faz ateu contemporâneo.

Mutante 15  

Anka Zhuravleva • Delightfull • Bordallo Pinheiro • Herdade da Cortesia • Fernanda Lamelas • Six Senses • New York • Palácio de Seteais • Mo...

Mutante 15  

Anka Zhuravleva • Delightfull • Bordallo Pinheiro • Herdade da Cortesia • Fernanda Lamelas • Six Senses • New York • Palácio de Seteais • Mo...

Advertisement